segunda-feira, 31 de agosto de 2015

A Corrupção não tem Partido, Religião, nem Misericórdia


O que oprime ao pobre insulta ao seu Criador; mas honra-O aquele que se compadece do necessitado. Pv 14:31

Segundo escutei em palestra ministrada pelo procurador da República Dr Deltan Dallgnol, coordenador da Operação Lava Jato”, a corrupção drena anualmente do Brasil recursos que poderiam triplicar os investimentos em saúde, segurança, educação e construir uma escola para centenas de alunos em pelo menos cada uma as cidades brasileiras. Estes são dados alarmantes.
 A alma humana não é algo simples de se compreender. A lógica, o óbvio nem sempre estão associados à direção que nosso ser interior toma. A bíblia nos admoesta: Quem guarda o mandamento guarda a sua alma; mas aquele que não faz caso dos seus caminhos morrerá.Pv 19:16
A contradição de uma criatura, criada à imagem e semelhança de um ser cheio de amor e misericórdia, mostra o quanto ela está dissociada de seu “projeto original”. Fomos criados para viver como seres sociais, o isolamento não é, absolutamente, a nossa principal característica.      Paulo nos exorta: Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus antes preparou para que andássemos nelas. Ef 2:10
Fomos criados por Deus para servir, o grande mandamento nos lembra que o amor ao próximo deve ser na mesma dimensão e intensidade  do amor que temos a nós mesmos. Mt 22:39. Lamentavelmente a sociedade humana não caminha assim.
O Brasil tem assistido com tristeza o quanto a lei da vantagem é uma prática maligna. A corrupção não tem bandeira, ela está impregnada na mente pervertida. O maior programa social do governo brasileiro, ampliado de outras gestões, e que potencialmente pode alcançar o miserável, é hoje alvo da lei da vantagem. Pessoas bem de vida, boas moradias, carro na garagem, salário no bolso... e um cartão do bolsa família na carteira para sacar alguns reais por mês, roubados de alguém que vive na miséria, dorme no chão, que não tem um caderno para estudar ou gás para cozinhar seu feijãozinho.
O que leva alguém a conseguir dormir em paz, mesmo com este peso que deveria incomodar suas consciências, a adormecer sabendo que está roubando o miserável, retirando da boca de quem nada tem , motivado pelo levar vantagem? Assistimos hoje um outro capítulo de uma antiga novela, a corrupção chegou em quem mais a combateu e em quem mais hasteou a bandeira da integridade e da ética. Agora são milhões de reais, são malas que circulam para lá e para cá... Pastores parlamentares envolvidos, propina circulando em todos os níveis, o caos ético está implantado solidamente na nação.
Esses são os recursos que deveriam estar indo encontrar aquela família miserável que se abriga  em algo que alguém ousa chamar de casa, que divide uma panela de feijão feito na água e no sal com dezenas de membros daquela choupana. Esses são os recursos que auxiliariam a retirar as crianças das ruas, a dar dignidade a desempregados, a cumprir o papel social de uma nação que em seu hino afirma ser um gigante, que se orgulha de estar entre as 10 maiores  economias do planeta, mas que somente está a frente de Serra Leoa e do Haiti e outros “imergentes” como a nação que pior distribui a sua renda.
A presidente, eleita no compasso das mudanças e no ufanismo de entender que o Brasil foi descoberto em 2003,  “herda” uma ambição pelo projeto de poder e esconde as dificuldades do pais para apenas, se eleger mais uma vez. E, claro vai ter muita dificuldade de se livrar de sua própria herança, e daquela já  herdada de seu antecessor que sabia muito bem confundir governabilidade com cumplicidade. São ministérios, parlamento, empresas públicas e privadas que tem uma relação maligna com o poder e que a cada dia estão na mídia, em destaque por corrupção e por arrumações política. Estamos em uma lama, um charco de corrupção. Peço a Deus, porque se não for isso, pediria a quem? que Ele possa de fato livrar o pais desse mal que nos consome.
É lamentável assistir aos  militantes, alguns ingenuamente na ignorância, ainda defendendo alguém que pediu “esmola” para pagar sua fiança enquanto recebia milhões de propina de outra ação de corrupção em suas contas. Estes mesmos ingênuos(?) militantes são os que insistem em postar nas redes sociais a defesa do indefensável usando do instrumento de que esse mal chamado corrupção não nasceu ontem, isso violenta minha capacidade de inteligência, por favor... não estamos tratando de quem é mais ou menos corrupto isso é um valor absoluto, ou sou, ou não sou...
Os que levantam a voz contra a corrupção muitas vezes entregam propina para se livrar de uma multa, o agente publico corruptor faz terror quando lhe aborda dizendo “olha a multa é muito alta.. quer soprar mesmo? Certa vez abordado por um desses agentes ouvi isso em tom de ameaça, ao que respondi : senhor cumpra o seu papel agilmente, deixe-me soprar isso pois tenho pressa” o agente se sentiu ofendido com minha determinação...
Confessos cristãos, pagãos, ateus, ricos, pobres, políticos, empresários... estes agentes corruptos e corruptores estão em todo canto.
Jesus diagnosticou isso assim: Este povo honra-me com os lábios; o seu coração, porém, está longe de mim. Mt 15:8. A igreja está aqui para anunciar o evangelho, e denunciar estes atos desumanos , ela está aqui para ser agente de transformação na sociedade.
Imagino que deve ser difícil para alguém que apostou tudo em um voto digitado na urna, e estar assistindo o seu “sonho” ideológico sendo desmascarado. A esses resta a humildade de assumir que se enganaram e o consolo de saber que a corrupção não tem partido, nem religião, nem misericórdia.


quarta-feira, 3 de junho de 2015

Por que Celebramos o Dia dos Namorados



    Quando meus filhos ainda eram crianças, eu e Valéria, minha esposa, saímos para o cinema ou para estarmos juntos e deixávamos eles em casa. Mas eles nos perguntavam, “Vão para aonde? ” E respondíamos: “Vamos namorar...” mas eles sempre diziam, “mas vocês já são casados...! ”
    A compreensão infantil de meus filhos parece que ainda perdura na mente e prática de muitos adultos, que depois de se casarem entendem que o namoro cessou. Ora, o que é o casamento senão o mais completo namoro que pode existir?
Estamos vivendo o clima do dia dos namorados, alguns vão dizer que é mais um dia de comercio, outros passarão sem sequer mencionar e outros, grupo no qual me encontro, irão celebrar com toda propriedade esse dia e eu explico por que.
    A família é a base da sociedade e uma família que vai bem leva a sociedade a da mesma forma, ir bem. Os valores mais fundamentais do ser humano se adquirem no convívio familiar equilibrado e, toda família começa por um olhar entre um rapaz e uma moça, em meio a muita gente, numa rua, numa escola ou universidade, ali, por aquele olhar inicia-se o que mais tarde veio se chamar de namoro, período de convivência que antecede uma relação mais comprometida que se chama casamento de onde se geram as famílias, a base da sociedade mencionada aqui.
    O Namoro é o relacionamento entre um homem e uma mulher onde as experiências da vida a dois são vividas de maneira gradual, as descobertas vão sendo feitas e o amor, antes apenas uma paixão, vai se solidificando e caminhando para a tomada de decisão que os levará ao altar onde juntos procurarão a benção de Deus para a vibrante, mas também desafiadora vida a dois.
    O namoro é importante em qualquer etapa do relacionamento entre um homem e uma mulher porque ele mantém a paixão viva, mesmo que não seja dominante, mantém o romantismo em alta, e tudo isso é fundamental na vida de um casal, e todo tempo, em qualquer fase de seu relacionamento. Isso não pode acabar, acabando, acaba chama e morre o que um dia foi amor.O namoro é importante porque gerando a família gera a continuidade da espécie humana preconizada pelo criador no ato da criação.  
          Mas vós frutificai e multiplicai-vos; povoai abundantemente a terra, e                             multiplicai-vos nela. Gn 9:7
    O namoro é importante porque, como já dissemos o “start” de um projeto de Deus chamado família que nasceu sim no coração do criador e veio para abençoar a humanidade. Pense na humanidade sem a base de uma família equilibrada e você vai constatar que seria, como temos visto acontecer em nossos dias, o decretar de uma morte anunciada dos valores mais supremos da sociedade humana.
    O namoro é o início da vida a dois e para nós cristãos, é um costume que veio para abençoar e por isso valorizamos e incentivamos namoros equilibrados. É no namoro que descobrimos se estaremos na mesma missão do outro. Como mesma missão considero o projeto comum de vida, que é a base de um casamento equilibrado.
    Recentemente, me deparei com a propagando de uma perfumaria que agora, não mais de maneira subliminar, e sim aberta advoga que toda forma de “namoro” é amor. Não, para nós cristãos o amor do namoro, que gera o casamento e que forma a família é o amor entre um homem e uma mulher. Nós cristãos somos guiados por esse livro que instituiu o casamento quando disse
       Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e                      mulher os criou. Gn 1:27
      Feliz dia dos namorados, dentro da benção e do propósito de Deus para suas vidas.

terça-feira, 31 de março de 2015

Fogo Amigo







O coração sábio saberá a hora e a maneira certa de agir, porquanto há uma hora certa e uma maneira certa de agir para cada situação Ec 8:5-6


Fogo amigo (do inglêsFriendly fire) é uma expressão eufêmica utilizada militarmente no  que tange os aspectos de ataques aliado à aliado, ou inimigo à inimigo.
Tal expressão ganhou maior reconhecimento, pois nas guerras atuais, em que não existe tanto contato físico com o inimigo, a simples suposição de um alvo faz com que o soldado queira abate-lo, antes que o inimigo o faça. Isso é a grande causa de vítimas aliadas em guerras.
Pode-se citar o exemplo dos Pracinhas (Soldados brasileiros na II Guerra Mundial) que por possuir uniforme parecido com os dos alemães, eram abatidos com frequência por aliados (devido ao despreparo do governo brasileiro em analisar os uniformes inimigos).
           
Achei essa definição de fogo amigo na wikipedia, mesmo sabendo que não é a mais leal das fontes, me ajudou bastante a expressar exatamente o que eu percebo estar acontecendo no meio evangélico, na Igreja de Jesus Cristo. Não sou daqueles que legalistamente atribuem a pecado qualquer expressão de julgamento.  Nessa área entendo que a sabedoria consiste em saber  o tempo e o modo de dizer as coisas (Ec 8:5), estou terminando de ler o recém lançado livro do Dr. Augustus Nicodemus e como ele, não aceito como falta de amor confrontar alguém que não anda na verdade. Tenho diferenças com o pensamento do Dr. Nicodemus, mas admiro muito seu trabalho, estamos do mesmo lado nessa batalha, nunca perderia tempo criticando-o  pública e gratuitamente isso seria disparar “Fogo Amigo”.
Concordo em muito quando ele diz que “o que Jesus está proibindo é o julgamento hipócrita, aquele que consiste em ver os defeitos alheios sem olhar para as próprias falhas” e o que tenho visto no meio evangélico hoje é exatamente isso, a dificuldade de se conviver com o diferente, com aquele que , em alguma área, pensa diferentemente de mim. A Intolerância com aroma de fundamentalismo está fumegando nas redes sociais e tem tomado conta de muitos e a isso eu chamo de “Fogo Amigo” senão vejamos:
A Igreja de Jesus Cristo é diversa e deixo fora dessa diversidade as correntes liberais, pelo que já serei chamado de “juiz”, mas mesmo assim vou continuar deixando de fora pois meu propósito é o Fogo Amigo e os cristãos evangelicais não se consideram muito amigos dos liberais e vice versa, militam aparentemente no mesmo campo, mas suas conquistas são outras e competem entre si.
A diversidade é o colorido de Deus e o estatuto de um cristão poderia se resumir no Credo Apostólico, ali já estaria a base comum da fé e concordando com a essência desse Credo, nas demais coisas vamos discordar sem no entanto atingirmos a nós mesmos com o “Fogo Amigo”. O que me chamou a atenção foi que ao observar a definição do termo, eu achei que ele tinha sido pensado justamente para definir o que estamos fazendo entre nós. Perceba essa parte da definição :
...nas guerras atuais, em que não existe tanto contato físico com o inimigo, a simples suposição de um alvo faz com que o soldado queira abate-lo, antes que o inimigo o faça. Isso é a grande causa de vítimas aliadas em guerras.
Mesmo sem contato, sem conhecer a realidade daquela comunidade da fé, sem saber de qualquer detalhe supõe-se que seja um inimigo.. as vezes porque usa uma “farda” parecida com a do inimigo ele é alvo do fogo amigo, que sem se preocupar em melhor conhecer, prefere sair atirando, desqualificando, julgando, pressupondo, antecipando uma ideia e concluindo precipitadamente algo que as vezes está longe da realidade.
Eu aprendi em minha caminhada cristã, que ainda tem cerca de 35 anos, que a melhor maneira de julgar alguém, especialmente um irmão(ã) na fé, é conviver com ele(a), o convívio intenso traz compreensão e abre espaço para o verdadeiro amor que, como Jesus, estando seus discípulos no mundo amou-os até o fim (JO 13) esse é o verdadeiro amor, o amor que ousa conhecer.
Faço parte de um grupo de pastores do MAPI ( ministério de apoio a pastores e igrejas) esse grupo se reúne a 18 anos e eu estou nele a cerca de 8 anos. Ali temos Batistas, presbiterianos, congregacionais, episcopais carismáticos, e anglicanos por mim representados. Esses irmãos são como parte de minha família. Ali nós compartilhamos nossas vidas, ministérios, visões e sonhos, ali nós nos alegramos e choramos juntos, ali, de joelhos temos clamado ao Senhor e não perdemos uma dessas reuniões semanais por nada nesse mundo.
Ali nós temos um inimigo comum e atiramos na direção dele, o pai da mentira, e se você quiser comprar uma briga fale mal de um de nós para qualquer um de nós. Ali não há fogo amigo, porque ousamos nos conhecer e antes de tudo, conhecemos a nós mesmo e as nossas muitas limitações.
Sou um incurável apaixonado pela unidade  da igreja, participo de conselhos de pastores, encontros de líderes e mais recentemente fui convidado a sentar nas reuniões do Global Kingdoom, um movimento de pastores das maiores e mais influentes igrejas do Brasil. Sou o menor dos menores naquele grupo que inclui homens de Deus como Marcio Valadão, Carlito Paes, Paulo Mazzoni, Jeremias Pereira, Abe Huber, Estevão Fernandes e outros que tem colaborado em muito para levar essa pátria aos pés de Jesus. Isso não significa que eu tenha uniformidade de prática e de pensamento com todos eles, mas o que nos une é a missão comum e o nome disso não é “fazer concessão”, não ouse dizer isso, o nome disso é unidade na diversidade.
O que tenho visto, especialmente nas redes sociais, é o fogo amigo atingindo a Igreja Evangélica  Brasileira.  O ‘Neofundamentalismo’ tem crescido e as metralhadoras da sequidão de misericórdia e sabedoria estão cuspindo fogo, mas lamentavelmente na direção e no alvo errados.
Condutores cegos! que coais um mosquito e engulis um camelo. Mateus 23:24
Sim, esse “Fogo Amigo” vem de pessoas assim, que anunciam um julgamento em nome da pureza do evangelho, mas que esquecem onde eles mesmo estavam há pouco e nessa “crise de amnésia”  e cuspindo sentimentos que o Senhor Jesus rejeitaria, se fazem como fariseus que receberam a dura palavra do mestre.
Confundem a forma com a essência, a mensagem com o método e vão se perdendo nos seus rasos julgamentos, sem nada fazer, criticam aqueles que muito tem feito pela causa de Cristo. (pelo fruto os conhecereis Mt 7:20).
O Despreparo do governo brasileiro da época colocou uniformes nos pracinhas parecidos com os dos alemães e isso causou muitas perdas por “Fogo Amigo” nas nossas tropas. O despreparo de muitos cristãos, tem os levado a julgar seus irmãos pelos uniformes que usam e confundindo uniforme com essência e missão esses tem disparado  “Fogo Amigo” e maculado a unidade da igreja.
Saia dessa tropa, ela está equivocada. Eles julgam música, ritmos, plástica, liturgias, luzes, termos e outros aspectos periféricos, esquecendo que estamos na mesma tropa, combatemos o mesmo inimigo, temos o mesmo mestre.
Exercite a sabedoria e mire no alvo certo, deixe de lado a obsessão por estar correto, a sabedoria, a certa altura vai lhe mostrar que “não há um justo nem um sequer” (Rm 3:10)
Seja sábio(a), saiba a hora e a maneira certa de agir (Ec 8:5), Fuja de disparar “Fogo Amigo” invista seu tempo em construir o Reino de Deus, porque assim continuando, você corre o risco de ter sucesso disseminando discórdia, mas logo, e provavelmente, será também pego por um outro “Fogo Amigo”

Miguel Uchoa

quinta-feira, 12 de março de 2015

13 ou 15?





Sairei na força do Senhor DEUS, farei menção da tua justiça, e só dela. Sl 71:16


O Brasil vive nos últimos anos uma rajada de metralhadora da corrupção que temo seja fatal porque está atingindo as suas entranhas, sua mais sólida e maior empresa estatal, seu maior escalão de lideranças partidárias, a maioria da população que sofre com os arrochos pós eleição, uma imensa fatia de trabalhadores que são taxados por um imposto de renda sobre uma renda que não é suficiente nem para seu sustento...
            A Presidente da República precisa de nossas orações, como cristão oro todos os dias pelo meu país, pelos governantes e especialmente por ela Dilma Russef. Oro por discernimento, para que ela encontre-se com a humildade que não teve seu antecessor, que herdando uma curva de crescimento de governos anteriores nem melhores nem piores que os dele declarou aos quatro cantos do mundo que o Brasil foi descoberto em 2004 quando foi eleito salvador da pátria e não presidente da República. Dela eu ainda espero uma frase que assuma que errou, que erraram e nós aguardaremos pela misericórdia de Deus.
            O que vivemos hoje na economia brasileira era tendência de certa forma esperada, mas tardiamente tratada e a conta desse atraso veio para a minguada carteira dos contribuintes, aqueles mesmos que mais sofrem, aqueles mesmos que acreditaram no que se dizia em Outubro “O Brasil vai de vento em popa”, tendência de queda associada com ausência de credibilidade internacional é uma equação que só pode dar em números negativos.
            Historicamente o Brasil é uma nação injusta, tem um regime político injusto que mantem no poder as oligarquias, os grupos poderosos e mesmo a chamada esquerda que hoje podemos chamar de EXquerda, subiu ao poder associada com os grupos poderosos e levou esses grupos a ganharem dinheiro como nunca na história desses pais. Pergunte se existe banqueiro chateado com os últimos governos brasileiros....
            Diante disso está chegando o dia 13 e logo em seguida o dia 15 e aí, quando saio nas ruas? que dia levanto a minha bandeira verde e amarela e me lanço nas avenidas junto com milhares de pessoas que estarão, como estiveram em junho de 2013, com faixas de basta! chega! Por um Brasil decente! ?Cuidado, os dois dias guardam perigos e nas duas datas a manipulação pode ocorrer com muita facilidade.
     No dia 13 você, se sair, vai encontrar o exército de Stédille, assim chamado irresponsavelmente pelo ex-presidente Lula, que levanta as bandeiras vermelhas dos Sem Terra, esses mesmos sem terra que chegarão lá com transporte pago por prefeituras governistas, pelos partidos da base do governo, esse mesmo exército que fez dos acampamentos rurais um meio de vida, estende suas lonas pretas e lá não pisam a não ser no dia de receber a sexta básica que na maioria das vezes é comercializada, esse mesmo exército que é um “braço armado” governista e que junto coma CUT arregaça as mangas para defender seus interesses que se distancia dos interesses dos trabalhadores e da população.
No dia 13, você, se sair, encontrará também pessoas sinceras, que ainda acreditam na lisura dos governantes, dos partidos da base aliada, que veem Lula como um “Semi Deus” e que esperam pela sua 3ª volta, sem saber que em assumindo, ele receberá a tendência de queda e não de ascendência que recebeu e manteve durante um tempo.
No dia 13, você, se sair encontrará muita revolta, muita incitação de classes sociais que se tem feito no Brasil com competência, jogando pobres contra ricos em busca de uma revolta popular que apoie o projeto de poder desses que estão governando o Brasil a 13 anos.
No dia 15, você, se sair, encontrará a maioria das pessoas que você encontrou em Junho de 2013, acrescidas de outras tantas que perceberam que as promessas eram vazias e que pouco ou nada mudou desde então. Na realidade o que mudou foram os índices de inflação em elevação, a impunidade que cresceu, os corruptos recebidos como heróis e o maior escândalo de corrupção da história da República, como nunca antes se viu nesse pais.
No dia 15, você, se sair, encontrará muitos jovens e isso é muito bom, uma nova geração se levanta, mas em junho de 2013 também se levantou e apoiou os mesmos que hoje lavam o nome da nação tão bem lavado que ele está desaparecendo de todas as indicadores internacionais.
No dia 15, você, se sair, cuidado. Lá estarão de maneira semelhante ao dia 13, os aproveitadores, líderes partidários que em sua maioria fizeram e fazem o mesmo que os que estão ai estão fazendo, talvez com menos sede ao pote e mais experiência. Eles estarão pedindo seu apoio, não os apoie, eles não merecem confiança. Guardadas as raras exceções, eles são farinha do mesmo saco, o que muda é quem amarra a boca do saco e a alternância de poder no Brasil tem servido para isso.
No dia 15, você, se sair, cuidado, lá estarão os que defendem a volta dos militares ao poder dizendo que na época deles havia ordem e progresso, havia crescimento econômico e esse último de fato houve, mas o benefício não foi para o povo.
No dia 15, você, se sair, cuidado, eles estarão infiltrados, os agentes de direita, defensores da força. Os mesmos que apoiaram 20 anos de ditadura e que enquanto mantinham um congresso fictício, nos porões arrancavam as unhas de seus opositores, estupravam suas esposas diante de seus filhos, davam choques elétricos e proporcionavam viagens de avião de ida sem volta ao oceano atlântico. Esses estarão lá defendendo e dizendo que essas coisas nunca existiram. Informe-se, leia e entenda que a ditadura que alguns do dia 13 defendem e tentam implantar é tão nociva quanto a que os infiltrados do dia 15 vão tentar defender.
Nos meus 58 anos de idade, de leitura, de vivencia e percepção dos fatos, de ter vivido os dias de repressão e os dias de suposta liberdade, de depois de ter descartado a ditadura militar que alguns infiltrados no dia 15 defendem, de ter sonhado com a utópica ética do 13, de ter me decepcionado inúmeras vezes....  Não me deixo manipular e não saio nas ruas no dia 13 nem para comprar água, não sou supersticioso, mas para não ser confundido e observarei com cuidado o dia 15 para ver quem está por detrás de tudo isso.
Se for para as ruas, será no dia 15 porque nesse dia, apesar de manipulações e tendências, o discurso é de insatisfação e no dia 13 é de defesa do indefensável e manutenção do que eu tenho abominado.

Se sair, sairei na Justiça do Senhor e só dela ....
+Miguel Uchoa

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Epifania, a Manifestação do Senhor !!



E, tendo nascido Jesus em Belém de Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do oriente a Jerusalém, Mateus 2:1

Hoje é o dia 06 de Janeiro, data em que se celebra o dia de reis ou a Epifania do Senhor ( Ἐπιφάνεια) : "a aparição; algo miraculoso" é a festa cristã Natal  que se celebrava sempre no dia 6 de Janeiro, doze dias após o Natal, mas por uma reforma do calendário litúrgico passou a ser comemorada 2 domingos após o Natal. A Epifania é relacionada ao momento da manifestação de Jesus Cristo como o enviado de Deus. Na narração Bíblica  Jesus deu-se a conhecer a diferentes pessoas e em diferentes momentos, porém o mundo cristão celebra como a “principal” Epifania a chegada dos sábios do oriente também conhecidos como os três reis magos”.
  Dito isso, celebramos hoje o dia em que Jesus se manifestou publicamente ao mundo e foi apresentado como o filho de Deus. A partir daí iniciou-se a maior manifestação de contracultura que o universo jamais conheceu. Desde aquele dia, Jesus gerou perseguição, fugiu para o Egito livrando-se da tirania e do ódio de Herodes e nunca mais aquela frágil criança que veio a se tornar o mais atrativo pregador do amor de Deus, dividiu a história em antes e depois dele, iniciou o mais importante credo de todos os tempos... deixou de ser perseguido  e, todos aqueles que decidiram  segui-lo perceberam também que seriam sempre perseguidos.
  O pensamento do cosmo, a ideia desse tempo se incomoda com a manifestação de Jesus Cristo. Onde quer que você vá e defenda a fé cristã você já sabe, haverá perseguição pois quando Cristo se manifesta,  as potestades do mal se levantam.
        Em muitas de nossas igrejas, aquelas que já estão trabalhando de acordo com estações (Cultivo, Cuidado, Crescimento e Colheita) estamos vivendo a primeira delas, a estação do cultivo, aquela onde a manifestação de Jesus Cristo se faz presente de maneira especial, onde Jesus se apresenta através de nossas vidas, igrejas e ministérios a esse mundo perdido e envolvido em tantas trevas quanto possamos imaginar.
           Igreja de Jesus Cristo, Diocese de Recife, sejamos aqueles que promovem a manifestação de Jesus pois outros estão promovendo a manifestação das trevas e têm avançado. Nossa nação apodrece em uma lama de corrupção, nossos governantes e lideranças políticas se valem do poder para ganhos pessoais e são raras as manifestações  da graça de Deus que vêem nesse meio e as representações cristãs oriundas daí tem mais nos envergonhado que nos deixado orgulhosos de sermos cristãos, e em muitos casos precisamos acrescentar “sim sou cristão(ã), mas não sou desse ou daquele tipo”
         O Mundo necessita perceber a manifestação  de Jesus Cristo, eu e você temos todas as possibilidades, sabemos de todo plano de Deus, temos a consciência, a certeza e o mandamento de sermos a luz que mostra essa manifestação.
          Igreja de Jesus Cristo, Diocese de Recife avancemos na direção de transformar vidas, de restaurar a família, de sermos agentes de transformação na sociedade, a voz dos injustiçados, o pão dos famintos, o consolo dos tristes, a companhia dos solitários...
       Igreja de Jesus Cristo, Diocese de Recife, desejemos crescer, deixemos a timidez do anuncio, sejamos insatisfeitos enquanto não tivermos alcançado as metas e os objetivos que Jesus colocou diante de nós, e esse desafio se chama o mundo.
            Jesus, manifesta-te através de nós, Igreja de Jesus Cristo, Diocese de Recife.
            +Miguel Uchôa
              Recife